Select language:
Início de área de conteúdo!--a11y-->

Documentação de função Alocação direta de atividade 

Utilização

Na alocação direta de atividade interna, a prestação de atividades é medida, entrada e atribuída. Para fazer isto, é necessário criar as bases de referências mensuráveis correspondentes (unidades de medida para ocorrência de custo) no sistema R/3. No componente Contabilidade de centro de custo (C0-OM-CCA), essas bases de referências são conhecidas como tipos de atividade. Por exemplo, a alocação de atividade inicia-se com a confirmação das operações de trabalho ou do registro de dados de atividade. Consequentemente o sistema R/3 multiplica a atividade resultante pela tarifa de preço definida para o tipo de atividade.

É necessário, para os centros de custos ou processos empresariais correspondentes, o planejamento do tipo de atividade através de um preço definido manualmente ou de um preço calculado iterativamente (vide também

Link de estruturaCálculo de preço planejado).

Nota

Se o receptor da alocação da atividade não for um objeto de custo (por exemplo, centro de custo, processo empresarial ou ordem interna) e não existir nenhuma tarifa definida manualmente, a tarifa planejada será usada. Se não forem feitos cálculos de tarifas iterativas, o sistema R/S usará a tarifa definida manualmente do tipo de atividade ou processo empresarial para obter a alocação direta de atividade; isto é, a tarifa da versão planejada/real (000).

Se o receptor da alocação da atividade for um objeto de custo (por exemplo, uma ordem de produção ou um coletor de custos de produto), as tarifas usadas na avaliação são determinadas com base na variante de avaliação. Nesse caso, a variante de avaliação é conectada ao objeto de custo por meio da variante de cálculo de custos para o cálculo de custos simultâneo. Se o objeto de custo receptor não estiver ligado a uma variante de cálculo de custos para o cálculo de custos simultâneo, em seguida o preço planejado para o período é usado para a avaliação.

Exemplo

O processo de compra nacional consumiu 600 horas-homem das Compras do centro de custo Uma hora-homem custa DEM 50,00. O resultado é 600*50,00 = DEM 30.000,00. Em seguida, esse montante é debitado e o centro de custo é creditado por este valor.. O processo de compras internacionais produz um total de DEM 20.000,00.

Este gráfico é explicado pelo respectivo texto

Como regra, a seguinte aproximação de contabilidade de custos aplica-se à alocação direta de atividade:

Custeio standard

Custeio standard estático

Custeio standard flexível

Custeio baseado na atividade

Custeio direto

Nota

Fica a critério do receptor a alocação dos custos totais ou somente dos custos variáveis durante a alocação de atividade interna Esse é o caso se a alocação de atividade interna for entrada juntamente com a predistribuição dos custos fixos (consultar

Predistribuição de custos fixos) e o emissor participar da redistribuição de custos fixos.

Se tanto o emissor como o receptor forem utilizados na predistribuição de custos fixos, e o receptor aceitar os lançamentos reais, a alocação interna de atividade se aplica aos custos variáveis. A proporção fixa é ignorada.

Se o emissor for utilizado na predistribuição de custos fixos, mas o receptor não aceitar os lançamentos reais, a alocação interna de atividade se aplica tanto aos custos fixos como aos variáveis.

Se outros receptores utilizados na predistribuição de custos fixos aceitarem os lançamentos estatísticos, a alocação interna de atividade se aplica somente aos custos variáveis.

Se outros receptores não utilizados na predistribuição de custos fixos aceitarem os lançamentos estatísticos, a alocação interna de atividade se aplica tanto aos custos fixos como aos variáveis.

Externamente a alocação interna de atividade sempre mostra o fluxo de valores reais.

Nota

Se utilizar preços de transferência (fluxos de valores múltiplos), as alocações internas de atividade utilizam a avaliação operacional. O preço planejado definido durante a alocação nessa ocasião se aplica a todas as avaliações.

Para obter mais informações sobre preços de transferência, consultar

Link de estruturaEC – Contabilidade de centros de lucro e Link de estruturaAvaliações paralelas.

Nota

É possível também utilizar o componente Internet Alocação interna de atividade em Intranet para entrar alocações diretas de atividade por meio da Internet. Para obter mais informações, consultar

Link de estruturaAlocação interna de atividade na Intranet (CO-OM-CCA)

Atividades

Para entrar os dados da alocação direta de atividade na tela Contabilidade de centro de custo ou na tela Custeio baseado na atividade, selecionar Lançamentos reais

® Alocação de atividade ® Entrar

Nota

Para alocar atividades dos processos empresariais em ordens, processos empresariais ou centro de custo saltar para o campo Variante de tela e marcar a variante SAP10 com o nome SAP: Ordem de processo empresarial/Processo empresarial/Centro de custo.

Para exibir os dados da alocação direta de atividade na tela Contabilidade de centro de custo ou na tela Custeio baseado na atividade, selecionar Lançamentos reais

® Alocação de atividade ® Exibir

Para cancelar os dados da alocação direta de atividade na tela Contabilidade de centro de custo ou na tela Custeio baseado atividade, selecionar Lançamentos reais

® Alocação de atividade ® Cancelar

Vide também:

Entrar em lançamentos manuais efetivos

Exibir lançamentos manuais efetivos

Entrar em Estornar lançamentos manuais efetivos

 

 

Fim de área de conteúdo