Select language:
Início de área de conteúdo!--a11y-->

Documentação de função Criação e modificação de ordens do cliente 

Finalidade

O processo é igual ao da "Criação ou modificação de ordens do cliente” (consultar também Link de estruturaCriação de ordens do cliente e/ou Link de estruturaModificação de ordens do cliente).

Quando se cria um item da ordem do cliente, é possível entrar um centro fornecedor ou copiar um valor proposto do sistema (valor equivalente) dos dados mestre (cliente, material). Há duas situações:

·  O próprio centro da sociedade:

Entrar um centro do sistema de processamento de pedidos no item. Esse processo é igual ao procedimento anterior no qual só se pode entrar os próprios centros.

·  Centro externo:

Entrar um centro de outro sistema R/3 no Agrupamento lógico de atividades. O sistema verifica se um diagrama de integração CIF está ativo para ordens do cliente da combinação do material/centro (consultar também: Customizing para fornecimentos em todos os sistemas).

Características

As etapas a seguir podem ser comparadas à criação e modificação convencional de ordens do cliente.

·  O sistema propõe um centro fornecedor dos dados mestre ou o usuário entra um centro fornecedor manualmente.

Nota

Quando se entra um centro externo manualmente, o sistema verifica se há um diagrama de integração CIF ativo de ordens do cliente para a combinação do material/centro. Se não há nenhum diagrama de integração CIF ativo, o sistema emite uma mensagem de advertência. Se continuar trabalhando com essa entrada, não poderá continuar o processamento usando o APO.

Observar que o sistema só oferece centros externos para os itens, se um diagrama de integração CIF tiver sido atualizado para a combinação de material/centro.

·  Quando se entra um item com um centro externo, a verificação da disponibilidade e a expedição e organização do transporte são executados no APO SAP, como para os itens com os próprios centros, e o sistema escreve uma necessidade para o sistema APO SAP.

·  Uma verificação ATP baseada em regras, com a determinação de unidades gerenciais que pode definir as suas próprias, externas, ou seus próprios centros e externos, e com a substituição de produto, é executada exatamente da mesma maneira que os itens com os próprios centros no APO.

·  Para itens com os próprios centros, uma necessidade é definida no sistema de ordens do cliente do R/3 e um índice da data de vencimento da expedição é escrito.

·  Para itens com centros externos, o sistema cria um fornecimento não verificado no sistema de expedição R/3. No APO SAP, esse fornecimento adquire a necessidade da ordem do cliente e define uma necessidade no sistema de expedição R/3.

Cópia do resultado na ordem do cliente para ATP baseada em regras

Como no caso de sistema único, o sistema APO transfere os resultados da verificação ATP baseada em regras (materiais/centros, quantidades, datas e divisões da remessa) para a ordem do cliente no sistema de ordens do cliente R/3. A ordem do cliente assume os dados e gera subitens com divisões da remessa. O item principal, portanto, torna-se irrelevante para a necessidade e o fornecimento. Em relação a necessidades, índice de expedição/fornecimentos e/ou fornecimentos não verificados, os subitens são administrados da mesma maneira que os itens criados manualmente. Isso depende de o centro encontrado ser a própria sociedade ou um centro externo.

Exemplo

Pré-requisitos no exemplo: o código de quantidade fixo estar em branco, e a verificação da disponibilidade não considerar um tempo de reposição. (Isso é exibido no APO como Verificação de horizonte).

Entrar uma quantidade requisitada de 7 unidades para a data1. Dessa quantidade, uma quantidade parcial (4 unidades) está disponível na data da solicitação (data1), e a outra quantidade parcial (2 unidades) está disponível em uma data posterior (data2). A quantidade restante (1 unidade) nunca estará disponível.

A verificação da disponibilidade, portanto, gera duas divisões da remessa: Uma para data1 com uma quantidade requisitada de 7 unidades e uma quantidade confirmada de 4 unidades, outra para a data2 com uma quantidade requisitada de 0 unidade e uma quantidade confirmada de 2 unidades.

É possível configurar o processo no sistema APO SAP de tal maneira que uma divisão da remessa também seja gerada para a quantidade restante (1 unidade).

Repetir verificação de disponibilidade

Repetir a verificação ATP da ordem do cliente usando o sistema R/3 de ordem do cliente. Se um item for verificado novamente, tudo que for correspondente, como subitens ainda não fornecidos, é eliminado internamente. Posteriormente, da mesma maneira que os itens foram criados, o sistema executa uma verificação da disponibilidade para as quantidades ainda não fornecidas.

Gravação da ordem do cliente no sistema APO

Quando se grava a ordem do cliente, as necessidades modificadas são atualizadas no sistema APO SAP. Os antigos fornecimentos não verificados são eliminados no sistema de expedição e substituídos por novos.

Para itens com centros externos, o sistema cria um fornecimento não verificado no sistema de expedição R/3. No APO SAP, esse fornecimento adquire a necessidade da ordem do cliente e define uma necessidade no sistema de expedição R/3.

Nota

Se, durante a repetição da verificação da disponibilidade, o sistema atribuir um centro de um sistema de fornecimento diferente aos itens individuais, os antigos fornecimentos não verificados são eliminados do sistema de fornecimento original e os novos fornecimentos não verificados são criados no sistema de fornecimento determinado recentemente.

 

 

 

Fim de área de conteúdo