Baixa de imobilizado

Objetivo

A baixa de imobilizado é a remoção de um imobilizado ou parte de um imobilizado de um conjunto de imobilizado. A remoção de um imobilizado (ou parte de um imobilizado) é lançada de um perspectiva contábil como uma baixa do imobilizado. De acordo com as considerações organizacionais ou da transação contábil que leva à baixa, o usuário pode distinguir os seguintes tipos de baixa.

Fluxo do processo

Existem movimentos e tipos de movimentos no sistema para esses diferentes tipos de baixas.

Baixa de imobilizado

Venda de imobilizado com cliente

O sistema permite que o usuário lance a entrada no Contabilidade de clientes, no lançamento da receita e na baixa do imobilizado em uma etapa. Neste movimento de lançamento, o usuário deve primeiro lançar a receita (débito em A/R, receita do crédito da venda do imobilizado), e depois lançar a baixa do imobilizado. Um código no movimento de lançamento determina que o sistema lance a baixa do imobilizado depois do lançamento da receita.

O pré requisito para isto é que a conta de receita de venda na contabilidade financeira, para a qual a receita deveria ser lançada, tenha uma variante de status de campo em seus dados mestre, no qual o campo de "baixa de imobilizado" *categoria de contabilidade de imobilizado) seja definido como um campo de entrada requerido ou opcional. O usuário define a variante de status de campo em customizing FI (Contabilidade financeira Configurações globais ® Documento ® Partida individual ® Controles).

Lançar ganho ou perda

Ao utilizar os tipos de movimentos standard, o sistema automaticamente cria um lançamento de ganho ou um lançamento de perda, assim como um lançamento de compensação de receita, além dos lançamentos de correção do imobilizado e da depreciação acumulada. Os lançamentos para estas entradas são controlados pelo código para "ganho ou perda de baixa" na definição do tipo de movimento. O usuário também pode escolher em omitir este código, em cujo caso terá que criar os lançamentos de ganho/perda de forma manual.

Para obter mais informações sobre as formas de lançamento de ganho/perda, vide Lançamento de ganho/perda.

Baixa sem receita

Uma baixa sem receita é a remoção de um imobilizado do conjunto de imobilizado sem nenhuma receita, por exemplo, ao levar para refugo. Quando o usuário usa esta opção de lançamento, o sistema não cria lançamentos de receita e de lucros e perdas. Ao contrário ele cria o lançamento "perda de uma baixa de imobilizado sem receita" no valor do valor contábil sendo baixado.

Baixa completa/parcial

Uma baixa de imobilizado pode referir-se a um completo ativo fixo (baixa completa) ou parte de um ativo fixo (baixa parcial). Em ambos os casos, através das datas de baixa do imobilizado entradas, o sistema determina automaticamente os montantes a serem baixados para cada área de depreciação. O usuário pode iniciar a baixa parcial de um imobilizado ao entrar uma das seguintes opções:

Quando o usuário entra o montante de APC que está sendo baixado, o sistema determina a porcentagem a ser baixada do imobilizado, através da primeira área de depreciação em que os lançamentos ocorrem. Isto determina a porcentagem do montante de APC que está sendo baixado nessa área e utiliza a mesma porcentagem para outras áreas. O usuário pode entrar uma quantidade, desde que não tenha especificado um montante APC ou porcentagem. O sistema utiliza a quantidade, em relação à quantidade total do imobilizado, para determinar a porcentagem da baixa do imobilizado. Caso necessário, o usuário também pode fazer a correção manual dos valores de baixa que foram calculados pelo sistema em áreas de depreciação individuais. O sistema então recalcula os montantes de baixa para aquela área, e quaisquer áreas que são dependentes desta área.

A data de referência da baixa é registrada no registro mestre do imobilizado. O usuário não pode lançar quaisquer transações com um valor de data antes do valor de data da última baixa. Caso mesmo assim o usuário precise lançar tal movimento, precisa primeiro reverter todas as baixas que estejam depois da data valor do lançamento atrasado. Depois de lançar a transação requerida, o usuário pode relançar as baixas.

Tipo de movimento (Imobilizado de exercício anterior/aquisição nova)

Assegure-se de selecionar o tipo de movimento correto para a baixa parcial e para a baixa completa. Para a baixa completa de um imobilizado adquirido em anos anteriores, precisa sempre selecionar um tipo de movimento que se refira ao imobilizado de exercício anterior. Uma baixa parcial sempre pode estar relacionada ao imobilizado de exercício anterior ou à aquisição nova

A baixa completa de um imobilizado somente é possível se todas as operações para o imobilizado foram lançadas com uma data valor anterior a data de referência da baixa do imobilizado. O usuário deve compensar ou estornar os adiantamentos e as medidas de subvenção ao investimento os quais estão no mesmo ano de lançamento da baixa, antes de lançar a baixa completa.

Depreciações acumuladas proporcionais

Com base na data valor e o controle de período, o sistema automaticamente determina o período de referência para a baixa. O sistema determina automaticamente qualquer depreciação (ajustes de valores) aplicável à parte do imobilizado sendo baixada, até o período de referência (baixa). O sistema baixa automaticamente esta depreciação no momento do movimento de baixa. Este procedimento garante que o percentual do valor contábil que é baixado é idêntico ao percentual dos custos de aquisição e de produção que são baixados.

Gráf.: Determinação da depreciação acumulada proporcional

O sistema automaticamente lança os ajustes proporcionais de valor baixados durante uma baixa de imobilizado. O usuário pode especificar tipos de transações especiais para este lançamento automático. O usuário entra com estes tipos de movimento na definição customizing dos tipos de baixa ou de movimento de transferência (Função Ajustes de valor). Estes tipos de transações especiais para os ajustes proporcionais de valor são particularmente importantes para as consolidações de grupos, de forma que o movimento individual possa ser identificada como uma baixa ou uma transferência.

Os tipos de movimento standard entregues pelo SAP já estão definidos desta maneira. O sistema usa o tipo de transação 290 para valores proporcionais com baixas. Para transferências ele utiliza tipos de movimento 390/395 (transferir baixa/aquisição).

Baixa de bens de baixo valor

Existem considerações especiais para a baixa de bens de baixo valor (BBVs). Usualmente é necessário simplificar as transações comerciais envolvidas, devido ao grande número de imobilizados que estão sendo baixados. Não é necessário o lançamento de fato da baixa de imobilizado de pequeno valor para que as transações de imobilizado sejam exibidas corretamente na folha de histórico de imobilizado. É possível simular a baixa de bens de baixo valor durante qualquer momento que o usuário especifique. Entrar as classes de imobilizado LVA e o período de tempo de simulação na primeira tela no quadro do imobilizado (vide O quadro do imobilizado).

Caso o usuário queira de fato lançar a baixa de imobilizado de pequeno valor, utilizar o procedimento usual para a baixa de imobilizado.

Baixar diversos subnúmeros do imobilizado, simultaneamente

O sistema permite ao usuário o lançamento de baixa completa de diversos subnúmeros do imobilizado em uma etapa (entrada genérica com * no campo subnúmero do imobilizado). O sistema executa lançamentos de imobilizado e lançamentos de ajustes de valor para cada subnúmero do imobilizado.

A receita de vendas é proporcionalmente alocada para os subnúmeros do imobilizado individuais de acordo com seu valor de aquisição (inclusive a reavaliação).

Baixa de imobilizados com suporte de investimento

Par obter mais informações sobre as relações especiais envolvidas ao baixar o ativo com subvenção ao investimento, vide Subvenção ao investimento no passivo e Subvenção ao investimento administrado no ativo.

Custos de baixa

É possível entrar os custos da baixa (por exemplo, custos de remoção) para propósitos estatísticos durante o lançamento de baixa. O relatório standard para baixa de imobilizado (Sistema de informação) então exibe estes custos em um campo especial. Observar que o ganho/perda e os custos de baixa são mostrados separadamente no relatório. Adicionalmente, os custos de baixa não são automaticamente transferidos para a contabilidade de custo.

Baixa em massa

Quando uma firma vende uma parte grande do ativo imobilizado (como um centro ou um edifício), é necessário lançar a baixa de todo o ativo individual que forma o todo. Uma vez que o número dos ativos afetados pode ser muito grande, o componente FI-AA torna possível a execução de uma baixa em massa. Para obter mais informações, vide Baixa em massa.

Procedimentos

Lançamento de baixa com receita com cliente

Lançamento de baixa com receita na conta transitória

Lançamento de baixa sem receita